JBN Guardanapos Especiais

Decoração

Dobradura em Guardanapo: Diamante

Em oito passos você cria o guardanapo modelo Diamante:

Esta técnica de dobradura de guardanapo é um pouco mais elaborada, mas é só até pegar o jeito!. Pode ser feita com qualquer uma três linhas de guardanapos Relevo: Trevo e Clássica. O tamanho mais indicado é o 40×40 de 4 folhas – o que deixa a dobradura bem firme e encorpada. Ideal para uma mesa mais elaborada onde o formato diamante transpassa muito requinte!

dobradura em guardanapo diamante 1

1. O primeiro passo está relacionado a higiene na hora de fazer as dobraduras. Lembre-se sempre lavar muito bem as mãos ou até mesmo utilizar luvas descartáveis ao executar as dobraduras. Higiene é fundamental!

2. O guardanapo deve ficar com a frente virada para baixo na posição quadrado. Dobre ao meio formando um retângulo e volte a dobrar ao meio formando um quadrado

dobradura em guardanapo de diamante 2

3. Dobre o guardanapo ao meio encontrando as duas pontas superiores com as duas inferiores fazendo com que a parte aberta fique para baixo formando um retangulo. Pegue a primeira ponta e leve para o outro extremo:

dobradura em guardanapo de diamante 3

4. Repita a operação com as demais pontas uma a uma:

dobradura em guardanapo de diamante  4

5. As quatro pontas ficarão sobrepostas realçando as bordas do guardanapo:

dobradura em guardanapo de diamante 5

6. Vire a frente com as dobras para baixo, deixando a borda trabalhada para cima:

dobradura em guardanapo de diamante 6

7. Dobre as duas lateraisreforçando os vincos:

dobradura em guardanapo de diamante 7

8. Pronto! O resultado será o diamante, mas se desejar também pode criar um outro estilo utilizando o modelo de guardanapo trevo. Você escolhe!

dobradura em guardanapo de diamante 8

Autor:
Categorias Decoração, Dicas

Três temas de Mesa para o seu Casamento

Todos casais esperam que seu casamento seja muito especial, literalmente um dia inesquecível. Para que isso aconteça, muitos preparativos exigem no mínimo um ano de antecedência. Tudo deve ser bem planejado para que essa data tão importante não se transforme em um pesadelo!

Em meio a tantos atrativos, sem dúvida nenhuma o vestido da noiva ganha os primeiros olhares,  na sequência, a decoração, principalmente da mesa, ganhando destaque o bolo, os doces, os salgados e todos os elementos nela distribuídos.

tres temas de mesa para o seu casamento

E se tratando de mesas, as possibilidades são bem variadas. Aqui vai uma boa dica sobre a escolha de estilos. Uma para cada ocasião!

Mesa rústica:
É recomendada para cerimônias que ocorrem durante o dia, que de preferência sejam realizadas em ambientes simples e ao mesmo tempo super elegantes e com muita personalidade. Os itens que irão compor a decoração podem ser folhas secas, doces típicos, rosas vermelhas, sempre unindo com madeira e coisas relacionadas.

Mesa moderna:
Nessa mesa pode abusar de muitas flores coloridas como rosas, tulipas, lírios, folhagens, velas decorativas que podem ser utilizadas tanto em eventos noturnos ou diurnos.

Mesa clássica:
Combina mais com casamentos noturnos, apropriado para ambientes sofisticados. Aplique materiais delicados, elegantes e esbanje luxo. Utilize rosas brancas, orquídeas e outras plantas delicadas.

Guardanapos personalizados, forros de bandejas ou fundos de copos podem se transformar em lindas bandejinhas para doces e salgados, deixando sua mesa muito mais atraente. Basta possuir criatividade e bom gosto e as possibilidades se tornam infinitas!

Autor:
Categorias Decoração

Pratos, Copos e Porta Copos na decoração de sua mesa

Como mencionamos anteriormente, o sucesso de qualquer festa está na sua organização e uma mesa criativa e bem decorada é meio caminho andado para momentos de convívio inesquecíveis. Falamos também que o primeiro passo era definir o tema e na sequência as cores. Agora iremos falar de pratos e copos. Tudo para que você surpreenda os seus próximos convidados com estas dicas!

pratos copos e porta copos na decoracao de sua mesa

Louças
A louça branca nunca está fora de moda  e combina com diversos elementos. Os motivos coloridos podem contrapor com os apoios de copos,  guardanapos e as suas argolas. Se preferir uma mesa mais elegante e minimalista, saiba que o ouro ou a prata refletem o branco, emprestando uma luminosidade excepcional à decoração da mesa. Por outro lado, já o  estampado ou com padrões engraçados pode ser o mote de toda a decoração.  Equilibrio é a palavra de ordem!

Os porta copos ajudam a manter a decoração e a classe de uma mesa, além de proteger a toalha contra resquícios de bebida indesejados!

Talheres
A ideia é criar um visual clean, bem distribuido que não se torne ofencivo aos olhos, por isso não coloque mais do que três talheres ao lado do prato –  no lado direito, de dentro para fora: faca para carne, faca para peixe, faca para aperitivos; no lado esquerdo, de dentro para fora: garfo para carne, garfo para peixe, garfo para aperitivos. Não se esqueça que as facas devem estar sempre voltadas para o prato e não para as mãos dos convidados! Os talheres de sobremesa são colocados no topo do prato, voltados em direções opostas. Se tiver pouco espaço e tiver que escolher entre estes e um centro de mesa, escolha o centro de mesa!

Copos
Os copos são colocados do lado direito, acima das facas, na seguinte ordem: copo para água, para vinho tinto, para vinho branco e para champanhe. Para brindes excepcionais, misture copos de cristal com copos coloridos ou então copos de pé com copos baixos para uma mesa irreverente.

Nosso próximo passo será  aprender a escolher a iluminação adeguada para cada ocasião. Até lá aproveite para reler nossos artigos que lhe ajudarão a conhecer os significados das cores e como escolher toalhas e guardanapos!

Autor:
Categorias Decoração, Destaque

Toalhas e Guardanapos podem definir um estilo

As possibilidades de combinações de cores, texturas e modelos são infinitas. O primeiro passo a definir é o tema: trata-se de um jantar a luz de velas a dois ou mais? um almoço de verão? um momento romântico? ou uma festa divertida e colorida?. Toalhas e guardanapos são peças fundamentais, que possibilitam criar diversos tipos de mesa, valorizando ainda mais o momento!

toalhas e guardanapos podem definir um estilo

Cores
A escolha das cores também é fundamental, pois é ela faz parte do clima que você deseja criar: mais festiva, elegante, clean, romântica etc. Saiba mais lendo nosso artigo “Como escolher cores para cada ocasião”. O branco é um clássico que permitirá brincar com outros tons de cores, seja nos guardanapos, nos copos ou nas louças. Se optar por exemplo por uma toalha lisa na cor verde, amarela ou laranja, pode explorar  louças com motivos e vice-versa.

Toalhas
Antes da toalha, comece preparando uma base de proteção colocada diretamente sobre a mesa para protegê-la de travessas e pratos quentes. Isso irá ajudar a fixar a toalha no lugar além de diminuir ruidos de louças e talheres durante o jantar. Na sequência, escolha que tipo e cor de toalha irá usar.

Se a tolha for retangular, quadrada ou redonda, o ideal é que sobre de 25 a 30cm de cada lado, ou seja, nem curta, nem longa demais! Outras opções são o “corre mesa”  – uma faixa de tecido que atravessa a mesa – ideal para duas pessoas – mas se quiser realmente inovar e mudar o conceito, utilize jogos americanos.  A novidade são os americanos de papel  de alta qualidade com acabamentos refinados,  o que garantirá o ar sofisticado a sua decoração. Num café da manhã por exemplo, ao usar uma bandeja,  também é possível utilizar o forro decorativo, permitindo que você proporcione a sua família ou hóspedes uma linda refeição todos os dias, além da praticidade que não podemos deixar de mencionar!

Guardanapos
Os guardanapos podem ser de pano ou de papel – o que proporciona um ótimo custo benefício por sua praticidade.  A JBN oferece uma grande variedade de tamanhos e formatos diferente, que irão trazer um toque de sofisticação à sua mesa.

Existem muitas formas de se apresentar o guardanapo lhe proporcionando uma mesa diferente a cada dia – o que pode se tornar uma boa estratégia de atração – criando um certo clima de curiosidade e expectativa em relação a novidade do dia, não só em relação a decoração como também ao prato a ser servido. Por mais simples que ele seja!. Em nosso blog mostramos 15eiras de se dobrar um guardanapo, isso sem falar das diversas formas de disposição à mesa: sobre o prato, ao lado, embaixo, entre pratos, copos etc.

Fundo para Copos
O fundo de copo tem como função proteger a mesa para que ela não fique molhada da bebida que está sendo servida, que em alguns casos pode ocasionar manchas difíceis de serem removidas, chegando a danificar a mesa, o que nos causa um grande desgosto. Ele também pode ser usado como elemento decorativo, valorizando ainda mais uma taça, uma xícara ou copo.

Libere sua criatividade!

Autor:
Categorias Decoração, Destaque, Dicas

Cores na decoração: como escolher uma para cada ocasião

Sabemos muito bem que as cores influenciam em diversos fatores de nossas vidas, mas que principalmente elas transmitem recados, comunicando nossa personalidade e nossas emoções. As cores são utilizadas até em terapias alternativas. Existe uma cor para cada circunstância e ocasião. Para isso você deve avaliar seus propósitos e onde ela será aplicada.

h
hh

Saiba mais sobre as cores, as emoções que elas transmitem e torne seu momento ainda mais especial!

VERMELHO VIVO
A cor da paixão e das emoções mais intensas, o vermelho é, acima de tudo, revigorante. Confere energia e estímulos positivos a qualquer ambiente, sendo, por isso mesmo, uma das cores indicadas para o quarto de um casal. Com um tom mais escuro, confere ao espaço um ar sensual, quente e acolhedor; para conseguir um ambiente mais feminino ou romântico, opte por um tom mais claro, fugindo do rosa. O vermelho é ainda uma boa opção para um escritório. Para além das energias positivas que emana, é também a cor da ambição.

VERDE VIBRANTE
O verde é, sem dúvida, a cor da fertilidade, da natureza e do crescimento. A sua proximidade com os recursos naturais confere-lhe características poderosas como a renovação e a regeneração. Neste sentido, funciona perfeitamente quando utilizado num escritório. Considerada a cor que é mais agradável para a vista, traz paz e segurança. Um calmante natural que ajuda a relaxar e a aliviar a exaustão, o verde é o nosso melhor amigo no fim de um dia cansativo, por isso, aplique-o na sala de estar, no quarto ou até no banheiro.

AZUL ADORÁVEL
Além de ser a cor da tranqüilidade, o azul transmite seriedade e confiabilidade. Com uma mistura de misticismo e de devoção, um espaço azul é excelente para a meditação e para a busca de inspiração. Purificante e gerador de um bem-estar generalizado, as suas vibrações frescas relaxam os músculos, acalmam a mente, diminuem a ansiedade e estimulam o sono – ideal para um banheiro, sala de estar ou qualquer quarto, até de um bebê. O azul é ainda uma cor que suprime o apetite, por isso, se sempre sonhou com uma cozinha ou sala de jantar azul, talvez seja melhor reconsiderar.

LARANJA LIBERTADOR
Dizem que a cor laranja é a cor da comunicação: fomenta o otimismo e a confiança, fazendo crer que tudo é possível. Aplicado num escritório, apresenta forças positivas como a energia, a criatividade, a motivação e a prosperidade. Simultaneamente estimulante e relaxante, num quarto, o laranja pode ser acolhedor durante a noite e ser a inspiração perfeita para saltar da cama de manhã. A cor laranja é a solução ideal para divisões com pouca luz. Impulsiona a sociabilidade, a tolerância e a espontaneidade, sendo assim uma alternativa original para fugir aos habituais azuis e cor-de-rosa nos quartos das crianças. Um toque de laranja na sala de jantar ou na cozinha é o ingrediente perfeito para abrir o apetite!

CASTANHO CHIQUE
Muito quente e raramente agressivo, o castanho surge como uma cor neutra, passível de ser combinada com uma centena de tons distintos. A sua suavidade, aliada a valores como a simplicidade, robustez, conforto e confiança, fazem deste um tom que goza de múltiplas aplicações. O castanho é uma cor que se adequa a qualquer espaço, porém, se tratando em homenagear às amizades ou relações sólidas, ele pode e deve ser visto nas entradas, nas salas de estar e de jantar.

AMARELO ADMIRÁVEL
Aclamada a cor do sol, o amarelo gera calor e vida. É o tom mais associado à alegria e tem características muito positivas: anima, encoraja e é extremamente otimista! Pode, por isso mesmo, ser perfeita para um quarto, em tons mais suaves; ou para um banheiro, em tons mais vibrantes, para ajudar os dorminhocos a enfrentar cada dia com muita energia. Enquanto cor da luz, é aconselhada para qualquer ambiente social, como a cozinha, a sala de estar ou de jantar; e milagrosa quando aplicada a divisões mais escuras. O amarelo representa a inteligência e a sabedoria, estimula a atividade mental e a criatividade, sendo ainda uma boa opção para o escritório.

PÚRPURA PERFEITO
Cor da realeza e da espiritualidade, o púrpura remete para o mistério e a meditação. Considerada uma cor purificante, é o equilíbrio perfeito entre a inteligência e a compreensão, a sensibilidade e a espiritualidade, o sonho e a realidade. O púrpura exprime proteção e luxo, por isso, pode ser uma boa escolha para a sala de estar. É ainda uma cor com muita força, que estimula a criatividade, por isso é ela pode ser utilizada nos quartos de crianças ou adolescentes.

BRANCO BELO
O branco é a mistura de todas as cores, mas ganha a sua própria identidade ao assumir contornos de pureza, simplicidade e paz. É extremamente positiva, na medida em que estimula o bem-estar e a imaginação. Declarada a cor do amor divino e da inocência, é muitas vezes considerada perfeita. Purifica e limpa tudo o que toca, estando intimamente ligada ao espaço e à liberdade. O branco é assim perfeito para “aumentar” qualquer divisão da casa e combina com absolutamente tudo!

PRETO PODEROSO
Oposto do branco, o preto define-se por “ausência de cor”, uma vez que absorve todas as outras. Mesmo assim é o expoente máximo da elegância: pode ser educadamente discreto ou poderosamente vistoso. Pode ser sóbrio, mas ninguém lhe tira o charme, o mistério e a curiosidade que o envolvem constantemente. Dois lados da mesma moeda que ficam bem em qualquer canto da casa, adaptando e transformando qualquer peça, de qualquer cor.

CINZA CLÁSSICO
Diz-se que é o novo preto e pode bem ser, dada a sua versatilidade, qual camaleão. Como os seus congêneres branco e preto, é uma cor neutra, mas nunca passa despercebida. Sofisticado e envolvente, o cinza dá-se bem com quase todas as cores, sendo uma aposta arrojada para qualquer parte da casa, incluindo o quarto. Isto porque o cinza até ajuda a combater as insônias.

CURIOSIDADE COLORIDA
Um estudo efetuado pelo psicólogo J. Bamz vai ainda mais longe ao associar a idade às escolhas de cor: o vermelho está associado ao período entre o1 aos 10 anos de idade, fase do rebuliço e da espontaneidade; o laranja está relacionado com a fase dos 10 aos 20 anos, que corresponde à idade da imaginação, do entusiasmo e da aventura; o amarelo é associado ao período entre dos 20 aos 30 anos de idade, uma fase que compreende força, poder e vaidade; o verde corresponde ao período dos 30 aos 40 anos, uma idade que remete para a diminuição da energia juvenil por um lado e uma crescente tranquilidade por outra; o azul está ligado à fase dos 40 aos 50 anos, uma idade onde reina a inteligência e a reflexão; o púrpura caracteriza as idades dos 50 aos 60 anos, com destaque para valores como a sensatez, espiritualidade e ordem; por fim, o roxo está relacionado com aqueles que têm já mais de 60 anos, ou seja, a idade da sabedoria, da experiência e da bondade.

Fonte: Eu Decoro

Autor:
Categorias Decoração, Destaque

História do Guardanapo

Nos dias atuais, o guardanapo tornou-se um componente obrigatório em todas as mesas. Mas, talvez a maioria das pessoas não tenha ideia que o guardanapo surgiu na Idade Média para suprir um hábito considerado bastante estranho e inusitado para nós nos dias de hoje. Antes do guardanapo, cachorros e coelhos eram usados na limpeza das mãos dos comensais.

historia do guardanapo

É por isso, muito provavelmente, que tantas cenas medievais dos primeiros anos da Renascença, mostram cães em volta de mesas de banquetes. Não existe informação precisa sobre as origens do guardanapo, mas o Codice Romanov, livro de anotações culinárias atribuídas a Leonardo da Vinci (1452-1519), traz uma indicação de que esta peça pode ter sido mais uma de suas criações geniais. Teria havido uma ocasião em que fora dado um jantar e o guardanapo estava sobre a mesa, mas nenhum dos convidados usou-o de maneira coerente: fizeram de tudo com ele, menos usá-lo para seu devido fim. Leonardo ficou desgostoso e abandonou essa “invenção”. Há registros de que na Idade Média nos banquetes limpavam as mãos na toalha e nas roupas.

Há relatos de que no século XIII pedaços de pano ficavam suspensos nas paredes dos salões de refeições com esse fim. Somente no Renascimento (século XVI), na Itália o guardanapo passou a ser usado individualmente. No início, seu uso era artístico, como no Origami japonês. Nesse mesmo século o embaixador britânico na França usava um guardanapo sobre o ombro esquerdo, como os “maîtres” de hoje. O uso como babadouro, ao pescoço, iniciou na corte de Henrique III de França por volta de 1580. Na prática, o primeiro registro de uso de um guardanapo deu-se no dia 9 de julho de 1887, por John Dickinson, nos Estados Unidos.

O uso do guardanapo foi finalmente democratizado com o lançamento do guardanapo descartável a partir da década de 70, pois com as mulheres abrindo mão de tarefas domésticas para trabalhar fora, toda inovação que trouxesse facilidades era rapidamente incorporada no cotidiano das famílias.

Autor:
Categorias Decoração, Destaque