JBN Guardanapos Especiais

Dicas

Como montar uma mesa divertida para o seu chá de cozinha!

As festas de chá de cozinha estão cada vez mais com criatividade. Essa fase de organização da sua festa pode ser elaborada com artigos diferentes e tornar esse momento muito divertido com muita criatividade. Aproveite para reunir as amigas e pedir uma ajuda nessa hora!

como montar uma mesa divertida para o seu cha de cozinha

A festa de chá de cozinha já é tradição de anos e que, nos dias de hoje, apesar de outras festas, como o chá de lingerie, chá de panela e chá bar existirem para inovar cada vez mais a diversão pré-casamento, o chá de cozinha, ainda é o mais favorito das noivas.

Com isso, a vontade de usar a criatividade na hora de pensar em como organizar um chá de cozinha ou panela, pensar em todos os detalhes e ainda, montar uma mesa bem bonita é fruto de muita pesquisa e dedicação.

Em primeiro lugar, o principal é fazer um evento com a cara da noiva, com o seu estilo e bom gosto. Para quem gosta, também pode ser realizado várias brincadeiras para as meninas interagirem e darem risada.

Uma das dicas que você pode usar na parte da decoração e uma forma de economizar na hora de elaborar a mesa do evento é usar objetos da sua própria cozinha, como as tigelas coloridas para servir os petiscos, a toalha de mesa ser uma bem colorida ou florida, como preferir, usar tábuas de carne, colher de pau e rolo de macarrão para enfeitar a mesa.

A mesa pode ter salgadinhos, patês, tortas salgadas, mini sanduíches, sanduíches de metro, petiscos, bolo e docinhos. Esses docinhos podem ter um toque de criatividade a mais, por exemplo, fazer brigadeiros, cupcakes, docinhos de copinhos e enfeitá-los com bisqui em forma de objetos de cozinha ou bandeirinhas espetadas com palitos de madeira com desenhos de objetos de cozinha. Fica diferente e divertido!

Desde a elaboração do convite até o bolo a ser servido, tem que se atentar aos detalhes. Tudo deve ser lembrado o chá de cozinha! Como por exemplo, colocar nos copos ou nos saquinhos de chás, uma tag de coração e escrever com caneta colorida.

A mesa do chá de cozinha não precisa ser elegante como a de um casamento porque é uma reunião mais descontraída, alegre e bem divertida, mas precisa de um toque especial que lembre o porquê estão todos reunidos ali.

Por isso, é legal apostar em docinhos temáticos, cookies com formatos de utensílios de cozinha, xícaras de chocolate, enfeites de panelinhas nos guardanapos, etc. O mais importante é inovar e usar a criatividade!

Autor:
Categorias Destaque, Dicas

Cuidados ao comer frutos do mar

Os frutos do mar trazem inúmeros benefícios para a saúde, mas o seu consumo requer cuidados.

Os frutos do mar são deliciosos e saudáveis, mas durante o verão, os cuidados são redobrados para consumi-los. 

Estes alimentos são muito recomendados, pois possuem uma dose de caloria baixa, são leves e com baixa gordura.

Porém, este consumo exige apenas que sejam verificados antes de comprá-los ou comê-los, já que um cheiro estranho ou aparência incomum pode ser um problema.

Os camarões, mexilhões, mariscos, lagostas, polvos, deterioram muito fácil.

Para o consumo, sem riscos para a saúde, eles podem ser congelados ou mantidos vivos até que estejam prontos para serem cozidos. As ostras é um bom exemplo de alimento servido cru.

Atente-se se os mexilhões e ostras estão fechados para a compra deles. Porque, caso estejam abertas, eles estão mortos e pode estar estragado, impróprio para o consumo.

Com os camarões, normalmente, eles são conservados no congelador. Os siris e caranguejos são, normalmente, cozidos com a casca e sua carne pode ser extraída e congelada.

Esses alimentos devem estar sempre refrigerados a temperaturas menores que 5oc.

Além de serem conservados para o consumo de forma apropriada, também conservam os nutrientes como ferro, magnésio, zinco, potássio e outros sais minerais.

Algumas dicas especiais são que o peixe deve ter um leve cheiro de mar, consuma rapidamente os alimentos preparados e atenção com a higiene de quem os manuseia.

Os principais sintomas causados por frutos do mar contaminados são: dor de cabeça, diarréia, náusea, vômito, perda de sensibilidade na ponta dos dedos e da língua, em casos mais graves pode ocorrer até parada respiratória.

Delicie-se com os frutos do mar, porém cuidados com esse tipo de alimentação são indispensáveis para conservar o seu bem-estar e saúde! 

Autor:
Categorias Destaque, Dicas

Quando surgiu o uso dos talheres?

Como surgiram os talheres? Essa é uma curiosidade que traz alguns conceitos de origem milenar e que vale a pena matar essa dúvida!

Os talheres é uma evolução para a humanidade, desde a Antiguidade já havia a necessidade para os primórdios de terem o auxílio de alguma ferramenta para as refeições. Quando surgiu a faca de pedra, depois de ferro e bronze.

quando surgiu o uso dos talheres

Durante esse período, as facas tinham diversas utilidades como a caça, para comer, de cozinha e para rituais. Só a partir do século XVII surgiram as facas de prata que significavam a riqueza.

Antigamente, usavam-se apenas duas facas para comer. Apenas começaram a usar uma faca e um garfo na refeição após o século XVII.

Como essa história é narrada com muitas fantasias, por razões de deficiência de informações da época, dizem que a colher originou-se dos tempos de Adão e Eva, quando abriu uma concha de ostra e observou que poderia ser um utensílio perfeito para alimenta-se de substâncias líquidas.

Os registros mais antigos em consideração ao garfo foi a de um candidato a santo católico que ao criticar o hábito da princesa de Constantinopla, mulher do governante de Veneza, o doge Orseolo, que comia usando um objeto de duas pontas da qual fisgava os alimentos. Para ele, o utensílio lembrava a lança do demônio, além disso, impedia que as pessoas tocassem no alimento por serem de ordem Divina.

Depois ao chegar à França, por volta de 1530, até Caterina de Médici, levou um enxoval completo com garfo, faca e colher. Logo em seguida, o rei Francês Luís XIV trouxe as boas maneiras ao utilizá-los no banquete.

Já as colheres eram de madeira e feitas de chifre de boi em forma de concha. E os garfos eram apenas dois dentes, na realidade, usados apenas para servir alimentos, somente.

No decorrer dos tempos, os talheres foram se modernizando e diferenciando-se. Tornando ainda mais difícil o seu manuseio, assim, a disposição dos objetos à mesa, também é herdada ao longo dos séculos. O ato de virar a faca para dentro vem da Idade Média, pois a intenção do anfitrião é mostrar que ele está desarmado.

O garfo na mão esquerda e a faca na direita vêm dos tempos de Luís XIV, já que os canhotos eram discriminados.

Daí, estudando a época dos nossos primórdios, pode entender algumas regras de etiqueta e curiosidades sobre os talheres que vigoram até os dias de hoje em nossas mesas!

Autor:
Categorias Dicas

A origem do licor

Bebida, normalmente usada como um tira gosto ou após as refeições. Mas como surgiu o licor?

Licor é uma bebida alcoólica doce, normalmente, feita com frutas, ervas, temperos, flores, sementes, raízes ou cascas de árvore.
Normalmente, eles não são envelhecidos por muito tempo, mas demoram para atingir um sabor ideal. O ideal é servir após as refeições.

A sua composição é com açúcar, xarope, álcool, frutas, plantas e ervas. São eles que dão um sabor característico à bebida.
Essa infusão e destilação da bebida é conhecida desde a Antiguidade. Desde a época dos Hipócrates, Galeno e Plínio já escreviam sobre o assunto. Mas os árabes que inventaram o álcool por meio da fermentação.

Na Idade Média, o vinho era o principal anti-séptico. Os alquimistas é que seguiram adiante com as pesquisas. E logo adiante, com as pesquisas tinham aprendido como faziam a fermentação das bebidas e assim foram inventadas as demais.
Os licores podem ser seco, perfumado, de cereais, de frutas. Ela será caracterizada dependendo do material que ele é feito.

Autor:
Categorias Destaque, Dicas, Etiqueta

15 super dicas de Etiqueta à mesa

Algumas etiquetas à mesa são importantes saber para sair de situações embaraçosas, principalmente em refeições de negócio. Elas também ajudam a  construir uma imagem pessoal positiva. Aproveite a oportunidade para causar uma boa impressão!

Quinze dicas que irão fazer a diferença na hora H:

1)    Não se corta todo o alimento de uma só vez;
2)    Nunca sopre ou faça barulho ao tomar sopa e nem vire o prato da mesma;
3)    O pão é partido com a mão;
4)    Os cotovelos devem ser conservados próximos ao corpo;
5)    Caso descanse os talheres, deixe-os na forma do acento circunflexo sobre o prato;
6)    Ao chegar em uma reunião, não estenda a mão para quem já estiver se alimentando;
7)    Não use o telefone celular à mesa, exceto se for auxiliar na reunião;
8)    Caso você seja o convidado, não escolha o prato mais caro;
9)    Caso tenha dúvidas a respeito do cardápio, não há problemas em tirar as dúvidas com o garçom;
10)    Comece a comer depois ou ao mesmo tempo que os outros convidados;
11)    Não gesticule com os talheres e não fale com a boca cheia;
12)    Não palite os dentes em público;
13)    Não arraste a cadeira ao se levantar. Recoloque a cadeira no lugar!
14)    Prato bem decorado com legumes em forma de flor é possível comê-las!
15)    Limpe a boca antes de usar o copo. É deselegante deixar o copo marcado de batom.

Autor:
Categorias Dicas, Etiqueta

Estrangeiros: Evite gafes na reunião de negócios

Algumas providências devem ser tomadas para receber um estrangeiro e não cometer gafes durante as reuniões de negócios.

Antes de receber um estrangeiro é preciso pensar em algumas providências a serem tomadas na empresa onde trabalha, como por exemplo, a data da reunião, saber com maior antecedência para marcar e confirmar, uma das coisas é providenciar a reserva de hotel, verificar a data de retorno e chegada, quem irá recepcioná-lo no aeroporto, os taxistas ou o transporte com motoristas bilíngües, o roteiro dos dias que ficará no país, a pessoa da empresa que acompanhará em todos os deslocamentos, a recepção no aeroporto como a identificação da empresa com uma placa ou afim, etc.

Outras coisas importantes são bloquear as agendas dos executivos envolvidos no negócio e especialmente, se eles estão visitando pela primeira vez, tem que preparar um roteiro para levar os visitantes, providenciar uns brindes e prestar atenção se eles estão vindo acompanhado ou não.

Especialmente, no local da reunião deve prestar atenção aos hábitos, costumes, preferências quanto à alimentação e bebidas.

No momento da reunião, o material a ser entregue, no caso de serem estrangeiros, deve ser bilíngüe. Os funcionários da empresa devem ser preparados para falar o idioma do visitante.

A condução da reunião pode ser no idioma do convidado, ou senão, ser traduzido simultaneamente para ele pelos fones de ouvido. Caso sejam vários convidados de vários países, o ideal é que a língua preferencial seja o Inglês, pois é o idioma universal.

Assim que terminarem os trabalhos, no pós reunião, estão envolvidos carta de agradecimento, envio de relatório da visita, com ata de reunião, e documentos pertinentes.

Essas são algumas preocupações a serem vistas antes e durante a estadia de um estrangeiro para reunião de negócios na sua empresa.

 

Autor:
Categorias Dicas

Saiba como usar cada Tipo de Talher

Se você tem dúvida como usar todos aqueles talheres postos na mesa, agora é a hora de aprender essa lição!

Os talheres, conforme informa o dicionário Aurélio, vem da palavra “tailhoir”, do francês, o que significa “prato de cortar carne”, ou seja, utensílio que serve para cortar a carne.

O design de cada talher é específico para cada finalidade. O garfo para espetar e carregar os sólidos, a colher para líquidos e cremes, a faca só para cortar.

São dois sistemas que são utilizados para colocar na mesa os talheres, mas primeiro é interessante saber a ordem que costuma serem colocados os talheres na mesa, como por exemplo: garfos e facas no Brasil são colocados no lado correspondentes às mãos que vão utilizá-los para cortar, não para comer.

A regra é que os talheres colocados mais distantes do prato são usados primeiro e, naturalmente, os últimos são os que estão mais próximos do prato.

Ao parar de usar os talheres, estes devem ser colocados sobre o prato e os cabos nunca apoiados na mesa. Ao final da refeição, eles devem ficar no sentido perpendicular à borda da mesa.

Esses conhecimentos são básicos para quem deseja fazer um jantar mais requintado, porém, é exigida uma boa etiqueta para utilizá-los. Seguem algumas dicas para que servem cada um dos talheres:

As colheres são mais simples, elas variam de tamanho, mas são usadas para sopa, sobremesa, chás e café (da maior para a menor).

Os garfos maiores são para o jantar principal e os menores são para a sobremesa.

Porém, há dois garfos diferenciados que são os de peixe e o de salada.

O garfo de peixe tem um dente mais grosso que os outros e isso serve para ajudar a separar espinhas do animal. Já o de salada é também diferente, pois têm três dentes mais largos, para facilitar a dobra das folhas.

As facas de serra discreta ajudam a colocar os alimentos no garfo, já os menores servem para a sobremesa ou manteiga. As facas com serra mais pronunciada são especiais para carnes, ou seja, para corte.

Agora que você já conhece para que serve cada um dos talheres, você precisa saber a ordem que são colocados na mesa, veja a seguir:

À esquerda do prato de fora para dentro, segue-se essa ordem: 1- garfo de peixe, 2- garfo para carne, 3- garfo para salada, se for servida.

À direita do prato de fora para dentro, segue-se essa ordem: 1- garfo para “hors-dóuvre”, 2- colher para sopa, 3- faca para peixe, 4- faca para carne (esta fica sempre junto ao prato).

Com essas dicas fica muito mais fácil saber lidar com tantos talheres na mesa! Boa sorte!

Autor:
Categorias Dicas

Aprenda a diferenciar a taça de vinho tinto, branco e de água

Reuniões de negócios, festas e jantares formais ou um restaurante mais elegante, normalmente, usam-se mais de uma taça na mesa. E sempre vem a dúvida: Como eu devo usá-las?

 

Sem sombra de dúvidas é muito bonito quando a mesa está posta com vários talheres, pratos sobrepostos e taças. Porém, o detalhe é além da mesa e afetam a etiqueta ou até mesmo pode influenciar no sentido olfativo se usar uma taça errada para determinado tipo de bebida.

Para cada tipo de bebida será usado um tipo de taça, já que o uso inapropriado poderá influenciar a temperatura da bebida e a preservação do calor.

Para isso, é necessário saber algumas dicas:

Vinho tinto: Elas devem ter o corpo separado da haste, para podermos segurar nela, e não no bojo da taça, pois o importante é que o vinho não esquente.

Nela há uma abertura da boca mais estreita que o corpo, para segurar o aroma do vinho. Prefira as de vidro fino incolor ou de cristal, para não mudar a tonalidade do vinho e deixar os sedimentos mais sensíveis para tornar mais prazeroso esse momento.

O vinho tinto precisa de mais oxigênio, por conta disso o bojo é maior, o gás carbônico libera os aromas.

Água: É indiferente que elas tenham ou não pé, já que o sabor da água não altera com a temperatura. Mas, normalmente, ela se diferencia por serem as maiores taças da mesa.

Vinho branco: Comparada com as de vinho tinto, elas são menores porque não possuem bojo grande. O vinho branco exala seus aromas com mais facilidade.

Mas agora se imagine organizando um jantar. Como devo organizar as taças na mesa?

As taças de água devem ser colocadas em frente ao prato (bem no centro). Na direita coloque a de vinho tinto e depois, também à direita, a de vinho branco.

Lembre-se que para cada tipo de comida servida há uma taça específica. A taça adequada permite que você sinta melhor o aroma e sabor dos vinhos servidos.

 

Autor:
Categorias Dicas

A origem do chá das cinco

Encontrar com as amigas e tomar um chá com biscoitos e bolos não tem coisa melhor e esse costume é desde 1830!

 

O chá é originário da China e os europeus começaram com esse costume por conta dos portugueses no século XVI.

O chá das cinco é um hábito britânico. Mas como tudo começou?

A corte inglesa introduziu essa idéia por causa da princesa portuguesa, Catarina de Bragança, filha de D. João IV, quando ela casou-se com Carlos III, que era da Inglaterra.

Muitos acham que o dote da princesa deve ter sido muito bom, considerados um dos mais ricos e generosos da história. Dizem os historiadores que o dote foi de 500 mil libras de ouro, o livro comércio entre a Inglaterra com as possessões portuguesas na Ásia, África e nas Américas, uma cidade chamada Bombaim e uma caixa de chá. Sim, uma caixinha de chá!

Esse dote foi determinante para a economia da Inglaterra e aquela caixinha iria mudar, definitivamente, os hábitos britânicos.

Com isso, o costume em reunir a corte e mostrar as maravilhosas peças de porcelana e prata tornou-se rotina, sempre, às 5h00 da tarde.

Logo, foram criadas as regras de etiqueta para o serviço de chá e receitas que fariam parte do cardápio como: torradas com manteiga, geléia ou mel, scones, muffins, bolos, biscoitos e pães.

No final do século XIX, o chá da tarde já era conhecido no continente europeu, especialmente na França, quando surgiram as grandes casas de chás, onde as damas se reuniam para degustar um delicioso chá e conversar.

As variações do cardápio foram surgindo e assim, além do chá, também era servido café, chocolate quente, petit-four e outros.

Até os dias de hoje, ele faz parte da nossa cultura e a cada dia torna-se mais gostoso nas mesas do mundo todo.

Autor:
Categorias Dicas

Como usar guardanapo de pano e de papel

Quando vamos a uma festa, formatura, aniversários, jantares ou restaurantes mais formais sempre temos algumas dúvidas do que se pode ou não fazer com o guardanapo, sendo de papel ou de pano.

Como são dúvidas recorrentes, essas dicas ajudarão muitas pessoas que gostam de saber como usar, devidamente, os guardanapos.

Ao receber visitas em nossa casa para almoços ou jantares, se você quer transformar em um ambiente chique, o ideal é usar guardanapos de tecido. Mas existem no mercado alguns guardanapos de papel lindos, de boa qualidade e com texturas e estampas diferenciadas, alguns até com a aparência de bordados. Esses são tão bonitos quanto os de tecido.

Ao colocar o guardanapo na mesa, atente-se que a toalha de mesa deve ser neutra, caso use guardanapos coloridos o inverso deve ocorrer.

Ao posicionar os guardanapos na mesa deixe sempre do lado esquerdo do prato ou dentro dele. Muitas pessoas gostam de colocar dentro das taças, mas isso depende do gosto pessoal.

O guardanapo de tecido, normalmente, ao comer você só o coloca no colo na hora de comer. Caso precise levantar da mesa, o guardanapo deve ser colocado à direita do prato ou sobre a cadeira.

Já o guardanapo de papel, cuidado para que ninguém veja a sujeira do papel! Sempre o dobre e limpe com a parte interna.

Nas cantinas italianas é comum colocar o guardanapo, seja de pano ou de tecido, no colarinho. Mas isso só é permitido nesses casos, em outras ocasiões é deselegante.

Ao tomar uma bebida, evite marcar o copo com gordura ou batom, então, use antes o guardanapo de papel para tirar o excesso.

Não use o guardanapo para limpar o suor ou limpar só os cantos da boca. Guardanapo é para limpar a boca toda.

Na hora de ir embora, apenas coloque o guardanapo ao lado do prato e não precisa dobrar novamente, assim demonstra que ele já foi utilizado.

Autor:
Categorias Dicas