JBN Guardanapos Especiais

Etiqueta

Saiba como agir em 20 situações duvidosas à mesa – parte 3/4

Se o garçon me der a rolha do vinho, o que fazer e observar nela?

É muito comum as pessoas terem dúvidas de como agir em determinadas situações,
como por exemplo, se o garçom me der a rolha do vinho ou o celular tocar quando
eu estiver na mesa, enfim, aqui sugerimos mais algumas dicas do que fazer quando
acontece certas situações desconfortáveis à mesa.

1) O que fazer se o garçom me der a rolha do vinho?
É comum que após a abertura do vinho, o garçom lhe entregue a rolha para
que você sinta o aroma da rolha e verifique a tonalidade dela, para que você
verifique se o vinho não está estragado. A rolha é de fácil contaminação de
fungos e bactérias por ser feita de material vegetal, por isso, preste atenção
nesse detalhe. Mas se não sabe verificar esse detalhe, apenas deixe a rolha ao
lado.

2) Como devo proceder para escolher um prato se estou em um almoço de
negócios?
É muito gentil da sua parte não exagerar, pois o que vale aqui é a prudência e
bom senso. Não peça pratos caros. Analise qual o prato de valor mediano entre
os demais ou peça uma sugestão do cardápio. Vai tornar sua vida muito mais
fácil.

3) Em que situação seria correto trocar o vinho após a degustação?
É correto averiguar a qualidade do vinho com a dose que o garçom oferece
após abrir a garrafa. É necessário sentir se o vinho está encorpado e o sabor ser
normal de vinho. Mas se você não costuma conhecer sobre vinhos, o melhor é
não pedir, logo de antemão, um vinho sem antes uma orientação do sommelier
ou do garçom.

4) Se convidar uma pessoa para um almoço de negócios e a pessoa escolhe um
vinho muito caro. O que fazer?
O que não se pode fazer é negar o seu pedido. O que seria deselegante e
constrangedor para a pessoa. Normalmente, o anfitrião é quem pede ou
escolhe o vinho, porque ele sabe o quanto vale aquele cliente ou negócio. E
mesmo assim, o ambiente deve ser muito descontraído e despojado porque é
raro pedir bebidas alcoólicas em reuniões de negócios.

5) Estou à mesa e meu celular toca. O que faço?
Normalmente, quando se inicia uma conversa à mesa ou inicia o jantar é
necessário que o celular não fique em cima da mesa e que ele esteja desligado.
Porém, há casos em que são situações de emergência em que não há outro
jeito, peça desculpas e saia da mesa para falar ao telefone.

Autor:
Categorias Dicas, Etiqueta

Evite gafes nos almoços e eventos de negócios

Em almoços de negócios temos algumas dúvidas a respeito de pequenos detalhes no desenrolar da refeição.  Conheça algumas delas e aprenda como sair bem de saia justa!

Evite gafes nos almocos e eventos de negocios
O que eu faço com o guardanapo  ao me sentar à mesa?
É simples, quando se tem guardanapo  o melhor a fazer é colocá-lo sobre as pernas antes de chegar a refeição. Se for guardanapo de papel, não o desloque da mesa.

E se quero ir ao banheiro ou atender o celular?
Sempre coloque o guardanapo ao lado esquerdo do prato, nunca coloque no braço da cadeira, isso é anti-higiênico.

E usar o guardanapo de pano para protetor de roupa, como um babador, é correto?
Não. É errado colocá-lo como babador, a não ser que seja um “babador” de papel, servidos em muitos restaurantes como italianos e frutos do mar. Esse é descartável e próprio para a ocasião.

Como descanso os talheres durante as refeições?
Não descanse a faca e o garfo para fora da mesa. Sempre os coloque na borda do prato, ele não toca a mesa. Ao terminar a refeição, deixe-os em paralelo no centro do prato. Tente não cruzá-los no prato.

Onde segurar a taça de vinho ou de água?
Se segura pelo cálice e não no copo, pois o cálice é comprido para isso mesmo!

A alface pode ser cortada?
Sim, naturalmente você pode cortá-la ou se for folhas menores, tente fazer trouxinhas, dobre-as, espete-as e pronto!

A regra é quem convida, paga?
Sim, a regra do mundo dos negócios é essa. Se alguém convidou será ele(a) quem pagará a conta.

Autor:
Categorias Dicas, Etiqueta

Saiba como agir em 20 situações duvidosas à mesa – parte 2/4

E se eu derramar bebida na mesa ou em outra pesssoa? O que faço?

Algumas situações são inusitadas e nos causam grandes embaraços. Saiba como reagir a cada uma delas!


  1. É deselegante deixar comida no prato? Apesar de desperdício ser deselegante, não precisa deixar o prato com aspecto de “lavado”. Aliás, se a pessoa se satisfaz com pouco, não precisa comer forçada.
  2. Em um jantar ou almoço self-service na casa de alguém ou em um restaurante, é chato levantar mais de uma vez para pegar comida? Em uma refeição self-service, pode se servir quantas vezes quiser, sem problemas. Se pensou em encher um prato só para não precisar se levantar, esqueça a ideia deselegante.
  3. Se derramar bebida na mesa ou em outra pessoa, o que fazer? Peça desculpas. Se sujou a pessoa ao lado, não deve ajudá-la a se limpar. Caso tenha derramado na mesa, espere que o dono da casa indique o que fazer. “Ele pode não querer que coloque um guardanapo sobre o líquido.” No restaurante, avise o garçom.
  4. Fui convidada para um jantar e meu lugar à mesa escolhido pelo anfitrião é ao lado de uma pessoa que eu não tenho afinidade. Se tiver muita intimidade com o anfitrião, pode pedir, mas antes de todos se sentarem, para não causar constrangimento. Caso imagine a possibilidade da presença de uma pessoa com quem não quer se encontrar, pergunte ao dono da casa se ela realmente estará lá. Ao receber uma resposta positiva, o que resta é agradecer o convite e não ir.
  5. Como conversar com alguém que está no extremo oposto da mesa? Sim, desde que não queira fazer isso falando alto. Depois que todos terminarem de comer, peça para trocar de lugar com naturalidade. “Fale que está com saudade de fulano e gostaria de conversar um pouco com ele.”

Fonte: Lucineide Medeiros

Autor:
Categorias Dicas, Etiqueta

Saiba como agir em 20 situações duvidosas à mesa – parte 1/4

Você sabe como agir se aparecer um fio de cabelo na comida?

A primeira impressão é a que fica! Esse ditado é antigo e perfeito para determinadas situações da vida. Imagine-se em um restaurante e após aguardar, ansiosamente, pelo seu pedido, na primeira garfada, você arregala os olhos e vê um fio de cabelo no meio da comida.


Hummm.. que nojo! É a primeira coisa que vem à cabeça, a segunda é chamar o responsável pelo estabelecimento.

Realmente é uma situação constrangedora, pois um fio de cabelo pode carregar uma quantidade enorme de bactérias, além de demonstrar um descaso com a higiene da cozinha.
1. Mas como agir nessa situação?

Em primeiro lugar, não grite, seja discreto e peça para trocar o prato. Mas caso, esteja na casa de um amigo, apenas retire o fio de cabelo e continue a comer como se nada tivesse acontecido.
2. E se eu experimentar um alimento e não gostar?

Situações como essa são comuns, mas como agir se, por exemplo, experimentar um alimento e não gostar. Neste caso, não há muito que fazer, você terá que engolir. Só as crianças têm o direito de “cuspir” se não gostou. Em último caso, se for uma espinha ou caroço, você retira com o talher e deixe na lateral do prato.

3.Como faço para recusar um prato que não gosto ou tenho alergia?

Imagine você em um almoço na casa de um familiar, amigo que você não quer desagradar, porém ele (a) preparou exatamente aquilo que você é alérgica ou lhe faz muito mal. O que fazer? Neste caso, o jeito é recusar se, realmente, não puder nem experimentar um pouquinho da comida. Se não for por questões de saúde e estiver na casa de uma pessoa não tão próxima, é recomendável comer uma pequena quantidade, apenas para não desagradar e parecer desfeita ao anfitrião.

4.Quando é correto comer com as mãos?

Em refeições que se usam as mãos para comer, por exemplo, carne com ossos nas extremidades e ostras, lembre-se que é muito elegante acompanhar lavanda para os convidados higienizarem as mãos.
5.  Se coloco a comida na boca e encontro uma espinha, caroço ou outro item que não dá para engolir, o que fazer?

Muito falam que o comportamento à mesa é questão de bom senso, mas muitas vezes, o bom senso não é o certo. O truque é: quando levar algo com as mãos na boca, do mesmo modo poderá retirá-la com as suas mãos. Exemplo: uma fruta com um caroço. Se levou o alimento à boca com os garfos, será com ele que irá retirá-lo, se porventura vier a encontrar uma cartilagem ou nervo de carne. Não esqueça que esses gestos são sempre protegidos com a mão para que os outros ao lado não notem. Já a espinha de peixe é uma exceção, ela poderá ser tirada com as mãos.

Lembre-se que, ao retirar da boca um caroço, cartilagem, espinha, eles serão deixados em um cantinho do prato em que se come. Nunca deixe no sous-plat, nem no pratinho que está vazio no centro da mesa. É gafe na certa!

Fonte: Lucineide Medeiros

Autor:
Categorias Dicas, Etiqueta

Cinco estilos de se vestir, um para cada ocasião

 

Em um encontro de negócio, evento familiar ou um jantar de gala, saber se comportar a mesa é importante, mas se vestir adeguadamente a cada um delas é mais ainda.

Apresentamos cinco estilos de se vestir e o momento certo para cada ocasião e assim lhe ajudaremos a desvendar  o “enigma” dos trajes exigidos nos convites para festas e eventos.

O convite para aquela festa tão esperada finalmente chegou. Você abre o envelope e logo surge a dúvida: “Como devo me vestir?”. O risco de errar a roupa é grande. Afinal, nem todos os convidados sabem o que significa o traje indicado no convite.

ESPORTE

É a mais simples e informal de todas as roupas para festa. Mas isso não significa usar bermuda e tênis

Homem

A ordem é dispensar a gravata e optar por um visual esportivo, mas sem perder a elegância. Calças de brim, s arja ou jeans caem bem nessas ocasiões. Elas podem ser usadas com camisas esportivas de mangas curtas ou longas ou com uma bela camisa pólo, em tecidos rústicos, como o algodão. Sapatos mocassins esportivos ou docksides completam o look.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao esporte masculino

Mulher

Deve investir em roupas com tecidos simples, como o crepe e o algodão. Pode usar saia, calça comprida ou jeans com top ou túnica. Um vestido leve também é uma boa opção. Se a festa for à noite, pode usar um infalível tubinho preto. No inverno, outra alternativa é um terno esportivo. Sapatos ou sandálias baixas e poucas bijuterias completam o visual, que deve ser leve. Prefira bolsas grandes para o dia e de tamanho médio para a noite. Evite tecidos com brilho e maquiagem pesada.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao esporte feminio

PASSEIO O U ESPORTE FINO

Antigamente chamado de tennue de ville, este exige um pouco mais de cuidado, mas ainda implica um compromisso informal

Homem

Para festas realizadas até o final da tarde, o homem pode vestir calça de sarja acompanhada de camisa clara (ou de listras finas) e blazer; terno claro ou ainda calça com blazer escuro. A gravata é opcional. Nos eventos noturnos, pode-se optar por um terno de tom escuro; ou ainda calça com blazer. Seja qual for a escolha, a gravata deve estar sempre presente.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao esporte fino

Mulher

Os vestidos discretos, como um simples tubinho, são sempre adequados. Prefira os de tecidos leves, como a musseline e o crepe. Outra opção é usar uma pantalona com uma blusa ou ainda um tailleur de calça ou saia. Nos pés, sandálias de salto médio ou plataformas. Bolsas de tamanho menor são indicadas para festas à noite. Complete o visual com jóias discretas. Lembre-se de que, durante o dia, cabelo e maquiagem devem ser mais simples.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao esporte fino femenino

SOCIAL OU PASSEIO COMPLETO

Eventos que sugerem essa roupa são mais formais do que os anteriores. Pedem atenção e requinte com a produção

Homem

O traje deve ser traduzido como: terno e gravata, obrigatoriamente. O homem deve optar por terno de padrão único em tom escuro, como azul-marinho, grafite ou risca de giz, com camisa social branca ou azul-clara e gravata com estampa discreta. O colarinho, de preferência, deve ser sem botão.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao social ou passeio completo
Mulher

Pode aproveitar a ocasião para usar vestidos com decotes discretos em tecidos nobres, como a seda, o shantung e o tafetá. Também pode investir em transparências, como a da musseline, e em bordados sutis. Tailleurs são permitidos, desde que sejam de tecido nobre. Para acompanhar o look, xales, echarpes e casaquinhos, calçados de saltos altos e bolsas pequenas. Capriche no cabelo e na maquiagem.

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao social ou paseio completo

BLACK-TIE, HABILLÉE (PARA AS MULHERES), TENNUE DE SOIRÉE OU RIGOR

Ocasião que é sinônimo de glamour, requer um visual sofisticado

Homem

Deve ir de smoking. A camis a é branca com pregas, gravata borboleta e faixa, sempre preta. Quem optar por alugar o traje, deve observar se o tecido está em boas condições. Sapatos pretos com verniz.

cinco-estilos-de-se-vestir-um-para-cada-ocasiao-black-tie-habelle-tennue-de-soiree-ou-rigor-7

Mulher

O vestido é o traje mais apropriado para a ocasião.

Ele pode ser curto ou longo e deve ter detalhes como uma fenda ou um decote mais pronunciado. O tecido deve ser nobre, como a seda, a renda, a casimira e o tafetá. Complete o visual com e charpe ou estola, jóias, calçados de saltos altos e bolsa pequena. Capriche na maquiagem e nos cabelos presos num belo penteado.

cinco-estilos-de-se-vestir-um-para- cada-ocasiao-black-tie-habele-tennue-de-soiree-ou-rigor-8

GALA

O mais exigente de todos. Os convidados devem se vestir com elegância e muita sofisticação

Homem

A casaca (paletó preto com cauda longa e bipartida) é o traje adequado para festas de gala. Gravata borboleta branca e camisa de colarinho alto com as pontas viradas para cima. Sapato social preto, sem cadarço. Também deve-se observar o cuidado com o tecido, caso a roupa seja a lugada.

cinco-estilos-de-se-vestir-um-para- cada-ocasiao-gala-masculino-9

Mulher

Vestido sempre longo, abaixo do tornozelo, é o traje recomendado para elas. Jamais devem vestir calça ou conjunto de saia e blusa. Os tecidos devem ser nobres, como a seda e a renda. Os bordados também casam com a ocasião. Sandálias ou sapatos altos, bolsa pequena e jóias completam o look. Cabelo e maquiagem devem estar impecáveis.
Consultores à disposição

cinco estilos de se vestir um para cada ocasiao gala femenino

A falta de conhecimento sobre o tipo de roupa que determinadas ocasiões pedem é bastante comum. As lojas costumam contratar profissionais especializados em assessorar o cliente na hora de escolher a roupa certa para todas as festas.

Fonte:

BoOa TaRd
Autor:
Categorias Destaque, Etiqueta

Como proceder em uma Reunião de Negócios em um Restaurante Japonês

É sempre importante conhecer a cultura de um povo, principalmente quando temos que conviver por motivos profissioinais com ela.As vezes uma palavra ou gesto pode ter um significado totalmente diferente da mensagem que você deseja transmitir.

Como-proceder-em-uma-reunia-de-negocios-em-um-restaurante-japones
Com a globalização o acesso a tantas culturas diferentes nos obriga a aprender a como se relacionar com cada uma delas. Caso seu cliente escolha um restaurante japonês para uma reunião e você não conseguir escapar da situação, é fundamental você conhecer os costumes e os procedimentos que regem a etiqueta à mesa japonesa. Conheça os costumes e cada acessório e como utilizá-lo de forma correta:


1. Oshimori

Assim que você chegar ao restaurante lhe trarão uma toalhinha quente ou gelada chamada oshibori. Ela serva para limpar e desinfetar aos mãos.

2. Sushi e sashimi
Na hora de comer sushi e sashimi nada de usar o hashi (palitinhos). Tem que pegar com a mão e molhar a parte do peixe no shoyu.
Na verdade os hashis não fazem parte da etiqueta japonesa, tudo se deve comer com as mãos, porém aqui no Brasil não podemos seguir tão a risca assim.

3. Gengibre
O gengibre serve para limpar o paladar entre um prato e outro, portanto deve ser degustado nos intervalos puro.
HashiO hashi é o talher e deve ser segurado direito, com o dedo indicador e o dedo do meio do lado de fora e o dedão do lado de dentro para apoiar. Nunca fale e nem aponte nada segurando os hashis, eles servem apenas para levar a comida à boca. E deve ser apoiado no descansador logo após.

4. Tigelas
Toda a comida que vier em tigelas, serve para o macarrão e o arroz também, a própria tigela deve ser segurada com as duas mãos e trazida à boca.


5. Saquê
Para tomar o saquê seguindo a tradição e o ritual originais. Primeiro levantamos o copinho para receber a bebida, que deve ser servida sempre pelo seu vizinho de mesa, apoiando-o com a mão esquerda e segurando com a direita. O copo de saquê deve ficar cheio até o final da refeição, no final, a tradição manda fazer um brinde esvaziando o copinho de uma vez só.

6. Babador
O babador é um item importantíssimo, principalmente em uma reunião de negócios, afinal, ninguém gosta de correr o risco de ter sua camisa suja com shoyo em uma reunião de negócios.

Autor:
Categorias Etiqueta

10 Gafes a serem evitadas à mesa – parte 2/2

Ter educação e saber se portar adequadamente é saber receber bem também. Se você convidou seus amigos para uma reunião em casa, é preciso ficar atento a alguns detalhes. “Receber pessoas em casa gera um clima de descontração e aconchego. Nessas ocasiões, a casa e a família do anfitrião podem fazer toda a diferença.

10 Gafes a serem evitadas a mesa-1

 

Os cuidados com detalhes na limpeza, na decoração e na arrumação do banheiro devem ser observados, para que os convidados sintam que são especiais e que tudo foi pensado para melhor recebê-los. O cardápio deve ser elaborado de acordo com quem será recebido em nossa casa e a ostentação deve ser evitada”.

Fazer com que o seu jantar seja um sucesso ou ter certeza de que você não vai cometer nenhuma gafe naquele almoço de trabalho pode ser muito fácil, confira algumas dicas:

6 – Sirva pequenas porções:
Nada mais desagradável do que ver uma pessoa “apavorada” enchendo seu prato com medo dos outros comerem tudo e não sobrar nada. Da mesma forma, quando for comer, realize suas refeições com calma, leve à boca sempre pequenas porções, evitando assim de acabar se engasgando.

7 – Repetindo o prato:
Não é educado pedir para repetir um prato, mas se lhe oferecerem, pode aceitar, se desejar.

8 – Palito de dentes:
Jamais. Tanto o palito quanto o fio dental devem ser utilizados, obrigatoriamente, em local privado, de preferência no toalete (banheiro). Nada mais horrível do que ver uma pessoa tirando resíduos dos dentes na frente dos outros.

9 – Gafes:
Se você cometeu uma gafe do tipo, derrubei vinho no vestido novo da minha cunhada, não se desespere! Então, o que fazer? Praticamente nada, apenas peça desculpas e seja criativo, brinque com a situação, mesmo porque, já está feito.

10 – Não exagere na bebida:
Nada mais chato do que dar trabalho para os outros. Divirta-se sem exageros!

Autor:
Categorias Etiqueta

10 Gafes a serem evitadas à mesa – parte 1/2

Etiqueta à mesa nada mais é do que a forma com a qual você se porta, seja num almoço de família ou num jantar de casamento. E a intenção final é sempre a mesma: proporcionar momentos agradáveis à mesa. Para isso, aquelas famosas gafes podem e devem ser evitadas.

10 gafes a serem evitadas a mesa

Saber respeitar o espaço de cada pessoa, não ter atitudes deselegantes e evitar situações indesejadas, fazem parte das regras de boas maneiras e portanto das chamadas regras sociais.

Caso você se encontre em uma situação difícil, lembre de ser educado, gentil, ter jogo de cintura e tudo ficará mais fácil.

Fazer com que o seu jantar seja um sucesso ou ter certeza de que você não vai cometer nenhuma gafe naquele almoço de trabalho pode ser muito fácil, confira algumas dicas:

1 – Cotovelos à mesa, NUNCA:
É importante considerar que na mesa onde serão feitas as refeições, o espaço é pré-destinado apenas para os alimentos, ou seja, nosso corpo deve estar fora ao máximo, por isso aquela velha e conhecida história, apenas os punhos podem “entrar” nessa.

2 – Ao conversar:
Se alguém lhe dirigir alguma pergunta, seja breve nas respostas ou comentários, porque vai ser muito constrangedor para você ou quem estiver ao seu lado, ser “presenteado” com um alimento voando da sua boca. Não fale de boca cheia e nem faça barulho ao mastigar. Em geral, evite o bate-papo durante as refeições.

3 – Antes do jantar:
É de extrema elegância que lavar as mãos antes das refeições, não apenas para impressionar o seu convidado ou o chefe, mas também por uma simples questão de higiene.

4 – Nem sempre é errado comer com as mãos:
Existem alimentos que podem ser consumidos fazendo uso das mãos, ou seja, sem auxílio dos talheres, à exemplo do pão, que deve ser partido com as mãos em pedaços pequenos, que nunca deve ser levado direto à boca. Em geral, tudo depende da situação, no caso das batatas fritas, se toda refeição for realizada utilizando apenas as mãos (no caso de um hambúrguer com batatas fritas), siga essa mesma regra. Mas se estiver com um prato de arroz, bife e batatas fritas, por exemplo, deve-se utilizar os talheres (garfo e faca), cortando em pedaços.

5 – O guardanapo:
Utilize sempre antes e depois de tomar algo. Antes, para não deixar aquela “marquinha” na borda do copo ou taça depois, para enxugar os lábios. Lembrete às mulheres com batom, removam o excesso antes das refeições também, combinado? O guardanapo não vai pendurado no pescoço,  ele vai direto para o colo. O guardanapo deve ficar posicionado à mesa no lado esquerdo, quando finalizar a refeição, deixe-o no lado direito.

Autor:
Categorias Etiqueta

Crianças podem ir a Festa de Casamento?

Você sabia que a marcação “senhor e senhora” no convite indica que os filhos não foram convidados?.
Cada vez mais noivos optam por uma festa sem crianças. O assunto é polêmico, dividindo opiniões entre consultores cerimonialistas, noivos e convidados.

Evento para Adultos
Alguns consultores de casamento afirmam que os noivos estão com a razão, uma vez que a ocasião é inapropriada para elas, pois o evento costuma ter som alto, além de acabar tarde da noite. A criança começa a ficar irritada e chorosa querendo ir embora, o que muitas vezes impede seus pais de aproveitar a festa. Isso sem falar dos riscos de acidentes.

A vontade dos noivos deve ser respeitada por motivos de etiqueta e, até mesmo, financeiros e operacionais, pois mesmo pequenas, é preciso ter um assento para crianças. Cada buffet tem um critério de idade: alguns começam a cobrar por pessoa a partir de sete anos e pode ser que no orçamento dos noivos não tenha espaço para todas as crianças.

Festa Familiar
A quem pense diferente entre os consultores cerimoniais. Casamento é muitas vezes uma festa religiosa e familiar, composta de todos os membros, pais, tios, avós, primos, independente da idade. Um momento em que o enlace é presenciado por todos, passando valores familiares inclusive à nova geração.

Independente de concordar ou não, se estiver no convite “senhor e senhora”, manda a etiqueta que a vontade dos noivos seja respeitada. Cabe ao convidado decidir se o fato de não poder levar os filhos influi em sua decisão de comparecer ou não ao evento.

Fonte: Midia News

Autor:
Categorias Etiqueta

Como ter sucesso em um Almoço de Negócios

Muitas empresas adotam o almoço de negócio como uma forma de aproximação entre as empresas, ali representadas por seus executivos. Mas até que ponto essa estratégia pode ser favorável?.

Saber se comportar à mesa é fundamental, mas a questão é mais abrangente, como por exemplo: como saber  o limite de aproximação, se  devemos falar de nossa vida pessoal, ingerir bebida alcoólica, e em que momento devemos abordar assuntos de negócio? Essas e tantas outras dúvidas são abordadas de forma  super divertida nesse vídeo.  Assista!

 

 

almoco negocios from JBN on Vimeo.

Autor:
Categorias Destaque, Dicas, Etiqueta